Clique para iniciar atendimento


Home - Filosofia

 

CRÍTICA DA RAZÃO PRÁTICA
Autor(a): Immanuel Kant
ISBN: 978-85-274-0823-3

Número de páginas: 160


Por R$ 44,00

12 X de R$ 4,54 no Mastercard
10 X de R$ 5,28 no Visa
* juros de 1,99% a.m

   Adicionar exemplar(es)
 
 

📖 Resenha
Porque este tratado não apresenta o título de “Crítica da razão pura prática”, mas apenas o de “Crítica da razão prática” em geral, não obstante o paralelismo desta em relação à especu­lativa parecer exigir o primeiro, este tratado explicará suficiente­mente. Deve ele estabelecer que há razão pura prática, criticando com essa intenção toda a sua faculdade prática. Conseguindo-o, já então não necessita criticar a faculdade pura em si mesma para ver se a razão, como semelhante faculdade, não se excede a si mesma, atribuindo-se essa característica de modo gratuito (como ocorre na especu­lativa). Se, como razão pura, ela é realmente prá­tica, isso demonstra a sua natu­reza imanente e a de seus conceitos por esse próprio fato, sendo vã toda a disputa contra a possibili­dade de efetivá-lo. Com essa faculdade, afirma-se também definitivamente a liber­dade transcendental, tomada naquela significação absoluta de que a razão espe­culativa, no uso do conceito da causalidade, dela necessitava para salvar-se da antinomia em que incide inevi­tavelmente, quando quer julgar o incondi­cionado na sua própria série de relações causais. Esse conceito do incondicio­nado, entre­tanto, só a razão conseguiu esta­belecer de modo problemático, im­possível de ser concebido sem lhe assegurar a sua realidade objetiva, mas apenas para não ser preci­pitada em profundo ceti­cismo e atacada na sua própria essência pela pretendida impossi­bilidade daquilo que, pelo menos como ponderá­vel, tem ela de deixar prevalecer.
 









 
Atendimento On-line | Livros Esgotados | Publique na Ícone
Quem somos | Fretes e entrega | Compra Segura | Mapa do site


© copyright 2020 ícone editora - todos os direitos reservados - sac@iconeeditora.com.br - powered by cia. de sites